Projeto Literário-Todo autor quer ser publicado

Leia a Portaria publicada no diario Oficial da União: (clik no link)
Portaria diário Oficial da União.pdf

Síntese do Projeto : Projeto literário, de incentivo á leitura e novos poetas receberemos textos de todo o Brasil selecionando através de banca julgadora ou por voto popular via internet e SMS, premiaremos os 50 primeiros colocados com a publicação de um livro solo e contrato editorial por um período de um ano, os demais participantes terão cada qual um texto publicado em nossa antologia coletiva, uma coleção composta por 50 volumes, totalizando assim 100 novos títulos e centenas de autores benefíciados. Situação: Autorizada a captação total dos recursos Obs: Maiores informações consultar no Portal do Ministério da Cultura Pronac: 100515 Projeto: Concurso Literário Beco dos Poetas – Todo Autor quer ser Publicado
Proponente: Marcio Marcelo do Nascimento Sena

Comunicamos a todos os membros do Movimento Literário Beco dos Poetas & Escritores (Membros dos sites www.becodospoetas.com.br , http://www.literaturaperiferica.ning.com e Blog- www.literaturaperiferica.com.br) e Patrocinadores Culturais o inicio da Captação de Recursos amparado na Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313 de 23 de dezembro de 1991) para o nosso Projeto Cultura “Concurso Literário Beco dos Poetas – Todo Autor quer ser Publicado” que possibilitará á publicação de 50 livros individuais e 50 antologias mista compartilhada entre todos os participantes inscrito no concurso finalizado o projeto seguirá da distribuição de 1000 livros gratuitamente entre inúmeras bibliotecas públicas levando os trabalhos a apreciação dos leitores e assinatura de contrato editorial com o Grupo Editorial Beco dos Poetas & Escritores Ltda e eventuais parceiros Editoriais.

mariabonitaepoesia.com.br

A Alma

Como é por dentro outra pessoa
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição de qualquer semelhança
No fundo.

Fernando Pessoa

mariabonitaepoesia.com.br

O Milagre do Amor

O amor é um milagre
que não acontece todos os dias…
Ele chega sem avisar,
nos toma a maior parte do dia
e quando chega a noite,
ele queima por dentro da gente.
O amor nos dá asas,
nos faz acreditar na liberdade,
nos faz acreditar que é possível,
que alguém, em algum lugar,
faz tudo pra nos fazer contente.
O amor lapida até a mais
antiga pedra.
Nos faz sonhar acordados,
nos perdoa,
quando estamos desolados.
Nos levanta,
quando não temos mais forças,
nos acalenta,
quando estamos sozinhos.
O amor, pela simples palavra,
nos faz sentir importantes,
quando, muitas vezes,
estivemos no fundo do poço.
O amor, em sua cor toda branca,
não pode ser manchado,
nem usado pra outros fins,
porque por ser intenso,
por ser maravilhoso,
deve ser cuidado,
deve ser acreditado,
pra que nunca,
em nenhum momento,
estejamos diante deste amor,
magoados…

mariabonitaepoesia.com.br

Coisas da vida

A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina.
Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente.
Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.
Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo.
Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar.
Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria.
Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade
.
Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade,
se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe,
passa seus últimos nove meses de vida flutuando.
E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?

Charles Chaplin

mariabonitaepoesia.com.br

Há certas horas

Há certas horas que só queremos a mão no ombro,
o abraço apertado
ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado…
Sem nada dizer…
Alguém que ria de nossas piadas sem graça…
que ache nossas tristezas maiores do mundo…
que nos teça elogios sem fim…
E que apesar de todas essas mentiras uteis,
nos seja de uma sinceridade
inquestionável…
Que nos mande calar a boca
ou nos evite um gesto impensado…
Alguém que nos possa dizer:
Acho que você está errado, mas estou do seu lado…

mariabonitaepoesia.com.br

NÃO É FÁCIL FAZER 40 ANOS

Não é fácil fazer 40 anos, ter que olhar para trás e ver:

Que o tempo ficou curto
para executar sonhos…

Que a realidade corre
em sentido contrário a nós…

Que os filhos cresceram,
e ainda os chamamos de crianças…

Que queremos colo dos pais,
mas eles precisam mais que nós…

Que algumas comidas fazem mal,
e ficamos só na vontade…

Que temos experiência,
mas a juventude está se afastando…

Que já não escolhemos tanto,
mas ficamos na dúvida mesmo assim…

Que a inocência se foi,
e desconfiamos de tudo e de todos…

Que temos pressa em recuperar o tempo,
mas ele corre bem mais…

Que temos admiração em olhar a estrela,
mas a visão já não ajuda…

Que podemos perdoar bem mais facilmente,
sem rancor, sem raiva…

Que podemos deixar coisas sem importância,
e ver melhor a vida…

Que buscamos um amor com mais intensidade,
fugindo da solidão…

Que demos muito tempo ao tempo,
e agora o tempo veio cobrar…

E com certeza o tempo cobra sim…
Antes que ele cobre, vá logo mostrando as contas, assim pelo menos o impacto será menor…

Contabilize apenas os bons momentos,
debite todas as tristeza, dê crédito a todos os sonhos,
invista em todas as esperanças, enfim,

aplique vida sobre vida…
Somente viver e viver com qualidade é que
vale a pena…

(J. Carlos Santana Cardoso)

mariabonitaepoesia.com.br

conhecendo mamãe

Dica para a mulherada: o cara somente leva o relacionamento a sério mesmo, como algo a ser respeitado, no dia em que te leva para conhecer os pais. Até então, tudo é farra e diversão. Não há compromisso. Não se sinta constrangida em saber disso. Facilita as coisas. É melhor do que ser pega de surpresa e jogar algo na cara da gente.

O que está escrito acima é fato. Se quiser, faça as contas. Use a lógica e verifique por si mesma. Quantos namorados deram continuidade ao lance sem apresentá-la aos pais? Pense um pouco. Em três encontros a gente sabe se a parada dá ou não em rock. Não precisa mais do que isso. A não ser que o cabra seja sonso.

Saiba de uma coisa: a simples ideia de apresentar a mãe nos gela a barriga. Não que sua sogra seja uma megera cruel. Longe disso. Toda a imagem de boa pinta que a gente construiu para firmar o golpe corre o risco de dar com as vacas no brejo. E isso tem causa simples. A mãe da gente nos conhece melhor do que ninguém. Sabe de todos nossos podres. Nada melhor do que mãe para exumar cadáver. Ser mãe deveria ser pré-requisito para trabalhar no IML.

A gente, certamente, preferiria falar com o pai sobre futebol, mas o risco de deixá-la sozinha com a mãe causaria danos inimagináveis à reputação. Melhor não. Mamãe vai dissecar os primeiros anos de escola; contar cada uma das bobagens que a gente faz porque não tem juízo de uma minhoca.

Um dos piores momentos da primeira visita na casa de nossos pais – para a gente, que fique claro – é quando a mãe traz os álbuns de fotografia. A dor, a dor. Tudo o que não presta está lá, escancarado para se ver. A boca banguela, os dentes tortos. As roupas estranhas. Os anos 80 foram péssimos para a gente; o gosto era terrível. Do Kichute ao Conga, passando pelos moletons e cabelos arrepiados. “Era moda do Chitãozinho e Xororó”, justificava mamãe.

– Venha aqui. Tenho uma foto histórica para te mostrar, querida.

– Qual é?

– Essa aqui, dele vestido de Batman. Devia ter uns sete anos. Veja só, ele está fazendo xixi no jardim. Acho que foi a última vez que vi a pingolinha dele. Deve ter crescido mais, né?

Não caia nessa armadilha. Mãe é foda. Até nisso joga verde. A gente fica de olho na namorada para ver se denuncia qualquer coisa; se balança a cabeça positivamente ou negativamente. Dica, mulherada: não faça absolutamente nada. Não ria, se puder. Seja contida. Não demonstre seus sentimentos sobre este aspecto. Qualquer reação mais óbvia e tudo corre o risco a se perder. É assunto da intimidade da gente. Não o revele para mamãe. Tortura chinesa é mais agradável.

Toda sorte de modismo da época era suficiente para mamãe tentar ver se funcionava com a gente. E o pior, todos esses pequenos crimes contra o bom gosto eram devidamente registrados pela fotografia. Seja a apresentação de escola em que a gente, maquiado, vestia um maiô cortado no umbigo para representar Lion-o, dos Thundercats; seja pela imagem degradante de uma birra flagrada por causa de, sei lá, qualquer diacho de coisa que não seria possível por uma série de razões que, à época, não fazia nenhum sentido.

Com o fim das fotos, surgem as histórias. Nunca, jamais, em momento algum, caia na besteira de puxar assunto ao perguntar como a gente era na infância. Por Deus, nos poupe da vergonha. O horror, o horror – o coração das trevas teria outro sentido para Joseph Conrad.

– Como ele era quando pequeno?

Por favor, não faça isso. A gente implora. Não há necessidade de nos ver mais humilhados. Guarde-nos um pouco de sofrimento e autopiedade para a segunda visita. Não consuma toda nossa história de uma vez. Você já é dona do nosso coração; não precisa roubar também nosso passado. Deixe-o lá, para trás, que é onde deve descansar.

– Ele chorava quando tocava Ursinho Pimpão, do Balão Mágico. Lembra? A do ursinho querido? Assim que a Simony cantava, ele já estava sobre a árvore em prantos. Era uma gracinha…

Acredite quando digo que conhecer a sogra é – ainda que seja um suplício para a gente e revelador para você – uma autêntica e honesta prova de amor.

mariabonitaepoesia.com.br

SUCESSO

O sucesso é construído à noite! Durante o dia você faz o que todos fazem
Fotos:Google Durante o dia você faz o que todos fazem.
Durante o dia você faz o que todos fazem.

Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes.

Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo.

Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo.

O sucesso é construído à noite!

Durante o dia você faz o que todos fazem. Mas, para obter resultado diferente da maioria, você tem que ser especial. Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados. Não se compare à maioria, pois infelizmente ela não é modelo de sucesso.

Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas. Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.

A realização de um sonho depende de dedicação.

Há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica.

Mas toda mágica é ilusão. A ilusão não tira ninguém de onde está.

Ilusão é combustível de perdedores.

“Quem quer fazer alguma coisa, encontra um meio. Quem não quer fazer nada, encontra uma desculpa”.

mariabonitaepoesia.com.br

AMOR


Amor não é se envolver com a pessoa perfeita,
aquela dos nossos sonhos.
Não existem príncipes nem princesas.
Encare a outra pessoa de forma sincera e real,
exaltando suas qualidades,
mas sabendo também de seus defeitos.
O amor só é lindo, quando encontramos alguém
que nos transforme no melhor que podemos ser.

mariabonitaepoesia.com.br