FACE MOLHADA

(Dedicado à Menina Super Poética, Maria Bonita)


Lembrei de ti, e essa lembrança me trouxe o cheiro da chuva
As faces molhadas, incolor
Lembrei e me veio audível o seu barulho
Na insistência, trovejou
Escureceu o céu, mas sossegou a alma
Raio de saudade clareou
Chuva sem nenhuma calma, acalentou-me a lembrança
Sinto o cheiro, o jeito aguaceiro, de lembrar de ti
Essa chuva de saudade insiste em cair
Escorreu, virou a esquina, escondeu na vala
Fertilizou a lembrança, socorreu a sede e deu abastança
Apagou a poeira e trouxe a beleza dos lírios do campo
Lembrei de ti, e a doçura de uma bela chuvarada campestre
Invadiu-me a alma…
Sinto o cheiro, chuvarada agreste regou minha memória
E a face molhada, toca o azul do céu

ELIZAETE RIBEIRO

mariabonitaepoesia.com.br

Publicado por

maria

Sou aquela que não segue padrões... Que estrapola na hora de se divertir Que ama além do que se chama amor ~~♥ *sou a garota que é considerada diferente... Totalmente autentica... com suas próprias opiniões e seu próprio estilo ))’ Faça a diferença... seja vc #)

Um comentário sobre “FACE MOLHADA”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *