FELIZ PÁSCOA!

É ser capaz de mudar,
É partilhar a vida na esperança,
É lutar para vencer toda sorte de sofrimento
É dizer sim ao amor e à vida,
É investir na fraternidade,
É lutar por um mundo melhor
É ajudar mais gente a ser gente,
É viver em constante libertação,
É crer na vida que vence a morte.”
 
Desejo a você uma excelente PÁSCOA.
Que além de muitos ovos de chocolate,
VOCÊ possa também renascer e renovar

VIVER A PÁSCOA


(Autor Desconhecido)
mariabonitaepoesia.com.br

Uma flor para lhe desejar bom dia por mim.


Recebi do amigo e escritor, Jorge Azevedo e compartilho com vocês essa mensagem linda!





Bom dia!

Hoje está tudo tão diferente de ontem.
As pessoas estão mais felizes, mais esperançosas.
O mundo está mais receptivo e os sonhos mais latentes.
As crianças estão correndo nas praças e os pombos não fogem.
Os carros não passam estressados e os motoristas acenam sorrindo.
Há em cada rosto sinais de mudança.
O dia hoje está tão diferente de ontem…
O homem acordou com necessidade de Deus e Deus sabendo da necessidade do homem sorriu feliz e se pos em cada coração, em cada pensamento, em cada possibilidade.
Hoje o dia despertou diferente.
O dia despertou querendo que voce seja feliz.
A partir de hoje, todos os seus dias serão felizes.
Assim deseja Deus.
 

mariabonitaepoesia.com.br

MÚSICA: ELA É TOP! É SUCESSO NACIONAL!


.
MÚSICA:  ELA É TOP

LEO RODRIGUEZ (Participação Mc Bola)

Ela não anda, ela desfila
Ela é top, capa de revista
É a mais mais, ela arrasa no look
Tira foto no espelho pra postar no Facebook

Onde ela chega rouba a cena deixa os moleque babando
Na boca do bico arruma buchicho e o povo xingando
Baladeira de oficio não gosta de compromisso
Encanta com seu jeitinho ela não é de ninguém mais é chegada num lancinho
Quando chega no baile ela é atração
Descontrolada ao som tamborzão
De vestido coladinho ela desce até o chão
Ela não anda, ela desfila
Ela é top, capa de revista
É a mais mais, ela arrasa no look
Tira foto no espelho pra postar no Facebook
Ela não anda, ela desfila
Ela é top, capa de revista
É a mais mais, ela arrasa no look
Tira foto no espelho pra postar no Facebook
Onde ela chega rouba a cena deixa os moleques babando
Na boca do bico arruma buchicho e as invejosas xingando
É baladeira de oficio não gosta de compromisso
Me encanta com seu jeitinho ela não é de ninguém
Mais é chegada num lancinho
Quando chega no baile ela é atração
Descontrolada ao som do tamborzão
De vestido coladinho ela desce até o chão
Ela não anda, ela desfila
Ela é top, capa de revista
É a mais mais, ela arrasa no look
Tira foto no espelho pra postar no Facebook
Ela não anda, ela desfila
Ela é top, capa de revista
É a mais mais, ela arrasa no look
Tira foto no espelho pra postar no Facebook
Ela desfila
mariabonitaepoesia.com.br

LANÇAMENTO DO LIVRO: DIA 31 DE MARÇO NO SARAU DO BECO

           

Biografia: 

Raquel Camargo Corrêa Lopes

Autora do Livro.

Uma Aventura no Pico do Jaraguá e outras histórias.

QUEL LOPES por ela mesma:

Sou professora, casada e tenho dois filhos  adultos e casados.

Estudei por muitos anos a língua inglesa, e ministrei aulas para crianças desde meus quinze anos, e depois em escolas particulares e escolas estaduais, para o Nível dois e colegial.

Sou formada em Pedagogia pela Universidade São Francisco/1988, ingressei na Prefeitura Municipal de São Paulo em 1989, como professora Nível I.

Sempre acreditei na leitura como instrumento de alfabetização e de encantamento.

Sou leitora, às vezes compulsiva, de ler vários livros ao mesmo tempo, adoro poesia, contos, crônicas, e consigo muitas vezes compartilhar com meus alunos, às vezes lendo para eles, ou às vezes contando de memória.

Sou moradora do bairro Jaraguá, há 29 anos, onde leciono á 23 anos.

Esse bairro tem um Parque Estadual chamado Jaraguá, onde tem uma magnífica montanha “O Pico do Jaraguá”.

Desde criança freqüento esse parque, onde dei meus primeiros passos, sonhei meus primeiros amores, tenho uma história de muita alegria nesse lugar.

Nos piqueniques, com a família aos domingos e as brincadeiras com meus primos.

Como professora sempre levo os meus alunos, que mesmo moradores do mesmo bairro, adoram ir com os colegas ao parque, para brincar juntos, muitas vezes fomos a pé, pois a escola é razoavelmente perto, mais ou menos uns 4 km .

Nesse caminho passamos em frente de uma reserva indígenas, que fica  bem perto do parque.

Certa vez, estava no parque e soube que tinham aberto uma nova trilha. A Trilha do Silencio, estava só com minha filha, por um momento hesitei, pois é uma trilha diferente, bem fechada, por insistência dela, nos iniciamos a caminhada.

Eu me apaixonei, pelo lugar, como se um mágica tivesse acontecido, no final dela havia uma placa já desgastada, pedindo, para sentar-se no chão, fechar os olhos e sentir a natureza, foi incrível………

Perto dessa trilha tem um casarão antigo, que funcionava como albergue da juventude, agora está desativado.

Uma coisa se uniu a outra, e veio uma vontade de escrever alguma coisa para os meus alunos, alguma história próxima a eles, que eles pudessem se identificar, se ver nos lugares, tão conhecidos por eles, saber um pouco da história, ser realmente significativo.

Fiz algumas pesquisas na internet, sobre a história do Jaraguá, e escrevi esse livro de poucas páginas, que une informações, suspense e história, dividida em capítulos, que dá para ler um por dia, para os alunos e terminar em uma semana.

Eles adoraram, propus que fizessem as ilustrações, foram momentos de muita alegria e agora, estão esperando ansiosos para irmos ao Pico fazer nosso passeio, caminhar pela trilha do silencio….

Essa trilha foi fechada por um tempo, passou por  reforma,foi adaptada para deficientes físicos, agora ela tem uma rampa para cadeirante e tem o nome das arvores em braile, até o governador veio fazer a inauguração da “nova trilha! Ela perdeu o pedaço final, onde as pessoas eram convidadas a sentarem e fechar os olhos e sentir a natureza, porém continuo encantada com esse lugar.

Nas férias, passeando com minha e o seu namorado, a TV Band, estava fazendo uma matéria  de divulgação da nova trilha e eu acabei dando até entrevista.

 

Raquel Camargo Corrêa Lopes

Autora do Livro.

Uma Aventura Na Cabana Pico do Jaraguá.

LANÇAMENTO DO LIVRO: DIA 31 DE MARÇO  de 2013
Evento: Sarau Matinal Beco dos Poetas
Apresentação: Maria Jeremias dos Santos
Local: CEU Caminho do Mar- Av. Armando de Arruda Pereira, 5.241-
Nas dependências da Biblioteca Maria Clara Machado, ás 10h.
Jabaquara- São PauloSP
Entrada Franca
Informações. Tel. 011 5021 2233

mariabonitaepoesia.com.br

A NATUREZA DE QUEL LOPES

Uma Aventura no Pico do Jaraguá e outras histórias.
 QUEL LOPES
A Natureza

Que milagre maravilhoso é a natureza.

O por do sol, o orvalho nas manhãs, o canto dos pássaros,

Que perfeição, os animais no seu habitat.

Flores, folhas, milhares de espécies, coloridos mil.

Como pode o homem, destruir tamanha beleza e em troca do poder?

O poder do dinheiro, que nunca poderá comprar o ar para respirar.

Quando nenhuma árvore restar, depois da tamanha devastação.

E  nenhum peixe poderá pescar no mar de lama e poluição.

Levantemos a bandeira contra o  desmatamento  e faremos a guerra a favor da natureza,vamos lutar,pelo nosso planeta,nossa casa,nosso lar.


Autora do Livro: QUEL LOPES

Uma Aventura no Pico do Jaraguá e outras histórias.

LANÇAMENTO DO LIVRO: DIA 31 DE MARÇO  de 2013

Evento: Sarau Matinal Beco dos Poetas, ÀS 10H 

  

Local: CEU Caminho do Mar- Av. Armando de Arruda Pereira, 5.241-
Nas dependências da Biblioteca Maria Clara Machado, ás 10h.
Jabaquara- São Paulo-SP





mariabonitaepoesia.com.br

A ÁGUIA VIVE ATÉ 70 ANOS

A águia é a ave que possui maior longevidade da espécie. Chega a viver setenta anos.

Mas para chegar a essa idade, aos quarenta anos ela tem que tomar uma séria e difícil decisão. Aos quarenta ela está com as unhas compridas e flexíveis, não consegue mais agarrar suas presas das quais se alimenta. O bico alongado e pontiagudo se curva. Apontando contra o peito estão as asas, envelhecidas e pesadas em função da grossura das penas, e voar já é tão difícil!

Então a águia só tem duas alternativas: Morrer, ou enfrentar um dolorido processo de renovação que irá durar cento e cinquenta dias.
Esse processo consiste em voar para o alto de uma montanha e se recolher em um ninho próximo a um paredão onde ela não necessite voar. Então, após encontrar esse lugar, a águia começa a bater com o bico em uma parede até conseguir arrancá-lo.
Após arrancá-lo, espera nascer um novo bico, com o qual vai depois arrancar suas unhas. Quando as novas unhas começam a nascer, ela passa a arrancar as velhas penas. E só cinco meses depois sai o formoso vôo de renovação e para viver então mais trinta anos.
Em nossa vida, muitas vezes, temos de nos resguardar por algum tempo e começar um processo de renovação. Para que continuemos a voar um vôo de vitória, devemos nos desprender de lembranças, costumes, velhos hábitos que nos causam dor.
Somente livres do peso do passado, poderemos aproveitar o resultado valioso que a renovação sempre nos traz.

mariabonitaepoesia.com.br

MENTES CRIATIVAS, É O QUE PRECISAMOS

Esse é um texto que recebi em minha caixa de e-mails, achei simplesmente sensacional.
O texto é de Alfredo Behrens, publicado na revista Pequenas empresas & Grandes negócios de Outubro de 2012.
Uma leitura rápida que vale a pena.

Se quiser atrair mentes criativas, não fique controlando o horário dos funcionários.
Criatividade rima com personalidades inquietas, curiosas, insatisfeitas a ponto de serem até incômodas. Criatividade não é para os chatos. De um conjunto de chatos não sairá nada de novo. Pior, eles poderão até drenas o potencial dos criativos, porque a tendência dos chatos é se unir contra o diferente.
Numa empresa, é inútil procurar extrair a criatividade de quem está sujeito a um controle de horário. Elimine o controle. É repressão. Elimine também os que acham que o controle induz à produtividade, porque a repressão não leva à virtude. O próprio lugar precisa ser orientado a estimular e acolher a criatividade.
Deve promover a interação, a troca de informações, a efervescência. Um ambiente desses atrai pessoas criativas. O reconhecimento de seus pares faz toda a diferença ao ser criativo. Os criativos se reconhecem, nutrem-se uns dos outros, precisam interagir para se inspirar.
Proximidade pode não se aplicar a todas as áreas. Por exemplo: os escritores aparecem nos lugares mais insuspeitos. Mas, por menor que seja o povoado, deve ter pelo menos uma biblioteca. Aliás, a sua empresa tem uma? Você empresta DVDs de ópera ou balé ao seus empregados? Por que não?
Já pintores, inventores, compositores são diferentes dos escritores. Todos precisam de mais. Nem que seja de tintas, de instrumentos, de laboratórios. Precisam dos outros, mas também de liberdade e cuidado. O criativo, que mal se liga no dinheiro, precisa de acolhimento. Daí os mecenas. Quer criatividade em sua empresa? Seja um mecenas, aprecie o heterodoxo, o diferente, desenvolva sua própria curiosidade.
Para estimular a criatividade em sua empresa, você precisará primeiro neutralizar os chatos. Precisa deles? Eles têm competências das quais você não pode prescindir? Então mantenha-os, mas não no comando.
Promova quem vai conviver bem com a criatividade e a eventual desordem que ela traz. Em segundo lugar, crie você mesmo um ambiente criativo, que promova o prazer de estar ali, que facilite as trocas. Não sabe como? Visite os ambientes das empresas criativas e escolha o que você quer.
Depois, contrate um arquiteto. Já seria um bom começo. Terceiro, atraia um pioneiro que caiba em seu bolso. Ele atrairá os outros criativos. Você talvez nem precise pagar por todos eles. Ofereça espaço, condições, acolha.
Essa interação acabará beneficiando os que trabalham com você. Fomente a diversidade, contrate talentos, não caras bonitas nem currículos glamourosos ou primeiros alunos. Inteligência acadêmica poderá ser um pré-requisito, mas raramente é suficiente. Einstein foi reprovado e trabalhou numa empresa de seguros até que se libertou. Já imaginou a cara do professor que o reprovou? Alguém lembra do nome? Tomara que você não tenha um dia de amargar o arrependimento de ter demitido um sujeito que decolou em outro lugar.

*Alfredo Behrens é professor da Fundação Instituto de Administração(FIA), em São Paulo. Seu livro mais recente é: Fuzilar Heróis e Premiar Covardes, O Caminho Certo para um Desastre Organizacional (Editora Bei).

mariabonitaepoesia.com.br