VERSOS DE HOMENAGEM pelo Poeta J. Pinheiro

Maria se fosses uma flor
Dos vales da catalênia
Com certeza a flor mais bela
Fosse roxa ou amarela
Serias uma açucena!!!
Enfeitaria os campos
As serras vales e montes
Tabuleiros e campinas…
Mesmo não sendo açucena
Margarida ou miozote
Serias uma flor pequena
Quem sabe, flor bonita!!!
Mas, se bonina não fosses
Não serias uma flor qualquer
Tal qual perfume que exala,
Com certeza tu serias
E logo ao cheirar-te, saberia
Serias uma rosa dália!!!
Quem sabe mais imponente
Serias como um presente
Dos campos, vales e montes,
Das flores a mais formosa…
Aquela que mais possui
A beleza que irradia
Pois você Clarinha serias,
Simplesmente uma rosa!!!
Do: Poeta J. Pinheiro
À sua Amiga
Maria  Jeremias
mariabonitaepoesia.com.br

É NATAL

É Natal…

Nascimento de um menino

Que se tornou o maior homem do mundo.

De sorriso meigo e olhar profundo,

Trouxe esperanças aos fracos e oprimidos.

Acalentou, na sua passagem terrena

Os corações tristes e sofridos.

Com sua face radiante, serena,

Fez muito mais…

Sofreu…

E com sua dor

Ensinou o Amor.

Tornou-se o Mestre da paz.

É Natal…

Céu e Terra em cantigas de paz e amor.

Os mais belos sentimentos na alma produz.

A alegria impera no coração da humanidade,

Em gestos de carinho e solidariedade.

Natal em bênçãos de amor e luz,

Aniversário de nosso Salvador,

O amado Mestre Jesus!

Arlette Santos

mariabonitaepoesia.com.br