Vida

Pelas ruas da cidade pessoas andam num vai e vem
Não veêm o cair da tarde vão nos seus passos como reféns
De uma vida sem saída vida sem vida mal ou bem
Pelos bancos desses parques, ninguém se toca sem perceber
Que onde o sol se esconde, o horizonte tenta dizer
Que há sempre um novo dia, a cada dia em cada ser

Não é preciso uma verdade nova, uma aventura
Pra encontrar nas luzes que se acendem um brilho eterno
E dar as mãos e dar de si além do próprio gesto
E descobrir feliz que o amor esconde outro universo
Pelos becos, pelos bares pelos lugares que ninguém vê
Há sempre alguém querendo uma esperança, sobreviver
Cada rosto é um espelho de um desejo de ser de ter

Não é preciso uma verdade nova, uma aventura
Pra encontrar nas luzes que se acendem um brilho eterno
E dar as mãos e dar de si além do próprio gesto
E descobrir feliz que o amor esconde outro universo

Cada rosto é um espelho de um desejo de ser de ter
Talvez, quem sabe, por essa cidade passe um anjo
E por encanto abra suas asas sobre os homens
E dê vontade de se dar aos outros sem medida
A qualidade de poder viver vida, vida
Vida, vida

( cantor: Fábio Jr )

mariabonitaepoesia.com.br

Projeto Literário-Todo autor quer ser publicado

Leia a Portaria publicada no diario Oficial da União: (clik no link)
Portaria diário Oficial da União.pdf

Síntese do Projeto : Projeto literário, de incentivo á leitura e novos poetas receberemos textos de todo o Brasil selecionando através de banca julgadora ou por voto popular via internet e SMS, premiaremos os 50 primeiros colocados com a publicação de um livro solo e contrato editorial por um período de um ano, os demais participantes terão cada qual um texto publicado em nossa antologia coletiva, uma coleção composta por 50 volumes, totalizando assim 100 novos títulos e centenas de autores benefíciados. Situação: Autorizada a captação total dos recursos Obs: Maiores informações consultar no Portal do Ministério da Cultura Pronac: 100515 Projeto: Concurso Literário Beco dos Poetas – Todo Autor quer ser Publicado
Proponente: Marcio Marcelo do Nascimento Sena

Comunicamos a todos os membros do Movimento Literário Beco dos Poetas & Escritores (Membros dos sites www.becodospoetas.com.br , http://www.literaturaperiferica.ning.com e Blog- www.literaturaperiferica.com.br) e Patrocinadores Culturais o inicio da Captação de Recursos amparado na Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº 8.313 de 23 de dezembro de 1991) para o nosso Projeto Cultura “Concurso Literário Beco dos Poetas – Todo Autor quer ser Publicado” que possibilitará á publicação de 50 livros individuais e 50 antologias mista compartilhada entre todos os participantes inscrito no concurso finalizado o projeto seguirá da distribuição de 1000 livros gratuitamente entre inúmeras bibliotecas públicas levando os trabalhos a apreciação dos leitores e assinatura de contrato editorial com o Grupo Editorial Beco dos Poetas & Escritores Ltda e eventuais parceiros Editoriais.

mariabonitaepoesia.com.br

A Alma

Como é por dentro outra pessoa
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.

Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição de qualquer semelhança
No fundo.

Fernando Pessoa

mariabonitaepoesia.com.br

O Milagre do Amor

O amor é um milagre
que não acontece todos os dias…
Ele chega sem avisar,
nos toma a maior parte do dia
e quando chega a noite,
ele queima por dentro da gente.
O amor nos dá asas,
nos faz acreditar na liberdade,
nos faz acreditar que é possível,
que alguém, em algum lugar,
faz tudo pra nos fazer contente.
O amor lapida até a mais
antiga pedra.
Nos faz sonhar acordados,
nos perdoa,
quando estamos desolados.
Nos levanta,
quando não temos mais forças,
nos acalenta,
quando estamos sozinhos.
O amor, pela simples palavra,
nos faz sentir importantes,
quando, muitas vezes,
estivemos no fundo do poço.
O amor, em sua cor toda branca,
não pode ser manchado,
nem usado pra outros fins,
porque por ser intenso,
por ser maravilhoso,
deve ser cuidado,
deve ser acreditado,
pra que nunca,
em nenhum momento,
estejamos diante deste amor,
magoados…

mariabonitaepoesia.com.br

Coisas da vida

A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina.
Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente.
Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.
Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo.
Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar.
Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria.
Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade
.
Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade,
se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe,
passa seus últimos nove meses de vida flutuando.
E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?

Charles Chaplin

mariabonitaepoesia.com.br

Há certas horas

Há certas horas que só queremos a mão no ombro,
o abraço apertado
ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado…
Sem nada dizer…
Alguém que ria de nossas piadas sem graça…
que ache nossas tristezas maiores do mundo…
que nos teça elogios sem fim…
E que apesar de todas essas mentiras uteis,
nos seja de uma sinceridade
inquestionável…
Que nos mande calar a boca
ou nos evite um gesto impensado…
Alguém que nos possa dizer:
Acho que você está errado, mas estou do seu lado…

mariabonitaepoesia.com.br

NÃO É FÁCIL FAZER 40 ANOS

Não é fácil fazer 40 anos, ter que olhar para trás e ver:

Que o tempo ficou curto
para executar sonhos…

Que a realidade corre
em sentido contrário a nós…

Que os filhos cresceram,
e ainda os chamamos de crianças…

Que queremos colo dos pais,
mas eles precisam mais que nós…

Que algumas comidas fazem mal,
e ficamos só na vontade…

Que temos experiência,
mas a juventude está se afastando…

Que já não escolhemos tanto,
mas ficamos na dúvida mesmo assim…

Que a inocência se foi,
e desconfiamos de tudo e de todos…

Que temos pressa em recuperar o tempo,
mas ele corre bem mais…

Que temos admiração em olhar a estrela,
mas a visão já não ajuda…

Que podemos perdoar bem mais facilmente,
sem rancor, sem raiva…

Que podemos deixar coisas sem importância,
e ver melhor a vida…

Que buscamos um amor com mais intensidade,
fugindo da solidão…

Que demos muito tempo ao tempo,
e agora o tempo veio cobrar…

E com certeza o tempo cobra sim…
Antes que ele cobre, vá logo mostrando as contas, assim pelo menos o impacto será menor…

Contabilize apenas os bons momentos,
debite todas as tristeza, dê crédito a todos os sonhos,
invista em todas as esperanças, enfim,

aplique vida sobre vida…
Somente viver e viver com qualidade é que
vale a pena…

(J. Carlos Santana Cardoso)

mariabonitaepoesia.com.br